Critérios SciELO-Costa Rica

 

 

 

Novembro 2007

 

Com base nos critérios definidos pelo SciELO, em 1999, e no princípio de que o objetivo ... é contribuir para o desenvolvimento da pesquisa científica nacional, através do desenvolvimento e expansão dos meios de comunicação, publicação e avaliação dos seus resultados, o uso intensivo da publicação eletrônica, o Comitê Consultivo SciELO, Costa Rica, decidiu adotar a política de avaliação para admissão e retenção de valores mobiliários no portal SciELO.

 

Assim, propomos que se adaptar aos critérios estabelecidos pela SciELO, conforme estabelecido entre as funções do Comité Consultivo, onde se lê: Propor alterações aos critérios de avaliação para a admissão e manutenção de periódicos na coleção. As políticas a seguir.

 

1. Selecção automática: revistas indexadas nos seguintes índices, serão automaticamente admitidos SciELO-Costa Rica:

 

1.      ISI

2.      MEDLINE/Index Medicus

3.      PsycInfo

4.      REDALyC

            5.   LATINDEX admissão será um ponto de partida necessário. Além disso, avaliar a qualidade do conteúdo.
 

2. Científico: As revistas devem publicar artigos originais, principalmente em 60% resultantes de pesquisa científica e / ou significativas para a área específica da revista. As revistas podem incluir outros tipos de contribuições, como artigos de revisão, comunicações, resenhas e estudos de caso, que não serão consideradas como artigos originais.

 

Comitê Consultivo SciELO poderá solicitar a opinião de colegas ou peritos para verificar a predominância de contribuições originais.

3. A revisão por pares: A análise e aprovação das contribuições deve ser feita por pares. A revista deve especificar formalmente o procedimento para aprovação de artigos. Da admissão SciELO o processo de arbitragem deve ser documentado. A indicação das principais datas do processo de arbitragem, incluindo as datas de recebimento e aceitação.

4. Editorial: A composição do conselho editorial da revista deve ser pública. Seus integrantes devem ser especialistas reconhecidos no país e no exterior, devidamente identificados na publicação. Revistas que os administradores têm predominantemente ligada a uma instituição e / ou principalmente itens de uma única instituição ou região geográfica não serão aceitos.

5. Freqüência: A freqüência é um indicador do fluxo da produção científica depende da área específica abordada pela revista. É também um indicador relacionado com o tempo ea velocidade da comunicação.
 

A tabela abaixo indica, segundo grandes áreas temáticas, o mínimo e desejado, eo mínimo eo número desejado de artigos por ano:

 

Área temática

Freqüência

Número de artigos por ano

mínimo

desejado

mínimo

desejado

Agrárias e Exatas

semestral

trimestrais

16

36

Biomédica

trimestrais

trimestrais

30

50

ciências humanas

semestral

trimestrais

10

24

Tecnologia

semestral

trimestrais

16

30

6. Duração: A revista deve ter publicado pelo menos quatro questões a serem consideradas para a avaliação.

7. Actualidade: O periódico deve aparecer pontualmente de acordo com a sua frequência. No caso da revisão semestral é considerada a perder a sua actualidade, depois de quatro meses a contar da data fixada para cada número.

8. Resumos, palavras-chave e título em Inglês: Os artigos devem conter título, resumo e palavras-chave no idioma do texto do artigo e em Inglês, quando esta não é a linguagem do texto.

9. Padronização: O periódico deve especificar a (s) tipo (s) seguido (s) para apresentação e estruturação do texto, e para a apresentação de citações e palavras-chave, de modo que seja possível avaliar o cumprimento das normas enumeradas.
Ao recomendar a aprovação de uma norma para citações - como ABNT, ISO, Vancouver - serão aceitas outras normas, uma vez que tem sido claramente indicado o formato bibliográfico a ser obedecido pelos autores.

10. Filiação dos autores: Os manuscritos devem conter informação completa sobre a afiliação dos autores, incluindo local e instituição da cidade de origem e país.

11. Cotações recebidas: A revista vai apresentar um índice de citações compatível com periódicos da mesma área, verificado a partir das citações dos artigos publicados na coleção SciELO Brasil.

12. Anais do processo de admissão

 A admissão de uma revista na SciELO Costa Rica, deve ser feito após um parecer favorável Comitê Consultivo Nacional.

Os procedimentos de avaliação compreendem três aspectos: (1) de formato, relacionados às normas, (2) de consanguinidade, em relação à concentração institucional e geográfica do conselho editorial e autores, e (3) conteúdo para garantir a qualidade científica.

A avaliação do modelo incluem a análise de todos os critérios de qualidade LATINDEX. Existem itens obrigatórios e geralmente aceitos pelo menos 80% de conformidade com esses critérios.

Avaliação da endogamia é feita a partir da composição do conselho editorial declarada, revisores e autores. A verificação da evolução institucional e concentração geográfica desses elementos é considerada um resultado negativo para a admissão do periódico na coleção. Isto irá avaliar o cumprimento dos critérios LATINDEX.

Revistas satisfazer todos os aspectos acima referidos serão avaliados quanto ao seu conteúdo com base na opinião de pelo menos dois especialistas na área da revista, em conjunto com as seguintes características:

Representatividade do conselho editorial, revisores e autores
Caráter Científico artigos de revista;
Peer revisão por pares;
Importância para o desenvolvimento da área.

Cada representante da área do editor-se-á analisar a documentação e os critérios, e apresentar a revisão do Comitê Consultivo para discussão e decisão final.
Unidade Nacional SciELO contribuirá com o trabalho da comissão de organização da informação e documentação necessária. Apenas os periódicos que preencham os pontos 2-11 foram enviados para análise do Comitê Consultivo.
O parecer da Comissão poderá conter recomendações de melhorias e modificações para as revistas a serem implementadas no período de tempo especificado na sentença.
 

13. Critérios de avaliação de desempenho para permanência na SciELO

Em princípio, todos os indicadores adotados para a avaliação de periódicos da SciELO Brasil também se aplicam para a admissão de residência.
Conformidade com as recomendações para a melhoria descritos nos critérios de admissão do periódico deve ser tratado como um indicador para permanecer na coleção.
Os seguintes indicadores de desempenho dos periódicos na coleção SciELO deve ser usado para justificar a sua manutenção na coleção:

13.1 Prazo de envio de arquivos
A pontualidade da entrega é medida pela chegada dos arquivos em um número da revista no SciELO, que deve acompanhar o tempo a periodicidade da revista. O SciELO deve indicar a existência de atrasos no envio de arquivos.
As revistas não são finais serão avaliados pelo Comitê Consultivo SciELO, sendo passíveis de exclusão da coleção.

13.2 Indicadores de uso diário
O uso do periódico é medido pela evolução mensal do número de acessos ou visitas ao conteúdo da revista. Se o uso da revista é sistematicamente baixo e / ou diminuição quando comparado com os jornais na mesma área, a permanência da revista na coleção deve ser avaliada pelo Comitê Consultivo SciELO, que deve tornar o seu parecer a ser estudado as causas e possíveis soluções, e propor a exclusão do Jornal da coleção.

13.3 Os indicadores de impacto
O indicador de impacto de cada título de periódico, medido com base em citações da revista recebidos, devem ser avaliadas juntamente com os títulos de revistas da mesma área.
O aumento do fator de impacto e sua estabilização no valor das revistas na mesma área são considerados o desempenho produtivo e, portanto, garante a permanência do título na coleção.

14. Exclusão título do relatório processo

A exclusão de um periódico da coleção SciELO deve ser feita após a emissão do critério Comitê Consultivo SciELO.
Em caso de resultados negativos são verificados na avaliação de desempenho, a revista é notificado dos aspectos que precisam ser melhoradas e devem ser tratadas dentro do prazo estabelecido pelo Comitê.

15. Recursos

O editor da revista pode, a qualquer momento, solicitar um recurso sobre a decisão do Comitê Consultivo SciELO, nos casos de não admissão e de exclusão da coleção.
Os recursos serão analisados pelo Comitê Consultivo eo periódico poderá ser reavaliado. O veredicto do Comitê Consultivo será enviado ao editor da revista.

16. Readmissão

As revistas que estão excluídos da coleção SciELO poderão ser readmitidos, desde que preencham os critérios de inclusão e retenção na coleção. A readmissão serão analisados pelo Comitê Consultivo da SciELO.
A readmissão não será efetivada imediatamente após a exclusão das provas da coleção. Para ser reavaliado, um periódico deve demonstrar que cumpre todos os critérios em pelo menos quatro consecutivos ou um ano.

San José, 27 de novembro, 2007